top of page
raiz ilustra 4.jpg

Pesquisa de mercado para agências de publicidade

Descubra como ganhar concorrências e criar estratégias embasadas em dados e informações sócio-históricas


Agência de publicidade-publicidade-agência
Foto: Jason Goodman

Em um mundo cada vez mais saturado de mensagens publicitárias e com consumidores cada vez mais exigentes, a diferenciação se tornou a pedra angular do sucesso das agências e das propagandas por elas criadas. As campanhas memoráveis não apenas atraem a atenção, mas também criam conexões autênticas com o público-alvo.


Surpreendentemente, o que confere inovação e autenticidade a uma campanha publicitária pode estar enraizado na história das marcas e da sociedade que demandaram as suas criações e desenvolvimentos. Conhecer as origens e a trajetória dos produtos, dos serviços e dos públicos é fundamental nos dias de hoje.


Neste artigo, você vai descobrir o que é a pesquisa de mercado e pesquisa sócio-histórica, vai saber como esse tipo de estudo auxilia agências de publicidade em cada uma de suas áreas e vai conhecer cases de uso dessas análises em concorrências e campanhas.


A pesquisa sócio-histórica enriquece não apenas a criatividade, mas também a eficácia das campanhas, permitindo que as agências se conectem com a história das marcas e de seus públicos por meio de elementos que inspiram estratégias relevantes e impactantes para a sociedade.


O que é e para que serve a pesquisa de mercado


A pesquisa de mercado é um tipo de estudo que envolve a coleta, análise e interpretação de dados e informações relevantes sobre um mercado específico, uma categoria de produtos, seus consumidores, seus concorrentes e suas marcas.


Essas pesquisas são uma ferramenta fundamental para auxiliar empresas e agências de publicidade em todas as fases do ciclo de vida de um produto ou serviço, desde a concepção até o marketing e também na avaliação contínua.


Complementar à pesquisa de mercado, a pesquisa sócio-histórica aprofunda ainda mais este estudo, trazendo as origens, as transformações e as permanências pelo qual o tema analisado passou ao longo do tempo. Esse tipo de estudo oferece informações sobre o desenvolvimento de marcas, produtos e categorias, sobre a cultura de uma sociedade, sobre tendências emergentes e as de longo prazo e também sobre mudanças sociais que influenciam o comportamento do consumidor e as oportunidades de mercado.


Para as agências de publicidade, essa abordagem atende as mais diferentes áreas, tais como planejamento e estratégia, atendimento e criação.


Por que a pesquisa sócio-histórica é importante para agências de publicidade?


A pesquisa sócio-histórica é importante para as agências de publicidade porque fornece informações relevantes para a criação de campanhas publicitárias mais eficazes, culturalmente sensíveis e autênticas, que ressoam com o público-alvo e refletem o contexto social e histórico em que operam. Isso é um grande diferencial para as disputas em concorrência, para o sucesso das campanhas e para a construção de relacionamentos sólidos com os clientes.


Além do mais, conhecer a origem do produto e as razões de sua criação, saber da trajetória das marcas atendidas e das marcas concorrentes traz uma vantagem estratégica no posicionamento em relação aos clientes e diante do mercado publicitário.


As pesquisas sócio-históricas podem ser usadas para:

  • Compreensão do público-alvo para campanhas: a pesquisa sócio-histórica pode ser usada para obter insights sobre o público-alvo, incluindo sua história, valores, comportamentos e motivações. Isso permite que as agências criem mensagens e campanhas mais relevantes e personalizadas.

  • Compreensão da identidade da marca para campanhas: esse tipo de estudo pode auxiliar nas campanhas de lançamentos e relançamentos de produtos e serviços, inspirando o posicionamento da marca a partir de elementos históricos de destaque que dão identidade para ela. Além disso, ao conhecer a evolução da sociedade ao longo do tempo, as agências podem alinhar as campanhas com as tendências históricas e culturais, bem como criar eventos que se conectem com a história e a identidade da marca.

CP+B- Ceratti-Mortadela-Patrimônio
Campanha da CP+B para Ceratti

Por ocasião da comemoração do aniversário da cidade de São Paulo, a Raiz Projetos e Pesquisas de História desenvolveu para a agência CP+B e para a Ceratti uma pesquisa sócio-histórica que relacionava a história da mortadela, da imigração italiana no Brasil e da região do Mercado Municipal de São Paulo.


A ideia era lançar uma campanha que pedia o registro do sanduíche de mortadela como patrimônio cultural imaterial. O relatório final e a apresentação em formato de aula foram usados tanto para apoiar o processo de registro quanto para o conteúdo da linha do tempo no site da marca.

  • Branding, rebranding e storytelling: as pesquisas sócio-históricas são uma fonte valiosa de informações para campanhas de branding e rebranding. Inclusive, elas podem ser usadas para embasar o processo de naming. Elas fornecem insights sobre a evolução da marca ao longo do tempo, ajudando a identificar elementos de identidade, reputação e valores que podem ser realçados. Além disso, nada melhor do que a história para ser a base para a criação de narrativas envolventes (storytelling) e legítimas que conectam o público à marca.

  • Estética e design: esse tipo de pesquisa também fornece insights valiosos sobre os estilos apropriados para campanhas e materiais publicitários. Ela também permite que as agências se inspirem na história dos produtos e marcas para criar abordagens visuais mais autênticas.

Para ajustar o tom do visual das embalagens e das campanhas comerciais do lançamento de uma marca de desodorante no Brasil, a Raiz desenvolveu um estudo sobre a masculinidade. A partir de levantamento bibliográfico em história e sociologia e também da análise de personagens masculinos na literatura brasileira, de mocinhos e bandidos de novelas, de ídolos do esporte nacional e figuras masculinas na publicidade, foi elaborado um relatório com texto e imagens.

  • Planejamento e estratégia para concorrências: as pesquisas sócio-históricas permitem que as agências compreendam a história da marca em si e também do contexto histórico e social de atuação delas. Em um processo de concorrência isso é valioso para demonstrar conhecimento do mercado, criar oportunidades de diferenciação com base em informação e ter insights para propostas mais inovadoras e originais.

A Raiz já desenvolveu diversas pesquisas sócio-históricas para agências de publicidade em processo de concorrência. Em uma delas, a agência disputava a conta do Booking, uma empresa holandesa do setor de turismo, e encomendou um estudo cujo tema central era o viajante brasileiro.


O objetivo era conhecer a história do turismo no Brasil e apresentar para o cliente final uma campanha embasada nas especificidades do brasileiro enquanto viajante. Além do relatório final estruturado cronologicamente e ricamente ilustrado, a Raiz acompanhou o processo prestando consultoria e dando insights que surgiram a partir da pesquisa. Um book foi entregue ao cliente final durante a apresentação.

Hotel Tropical de Manaus-resort-história
Fotografia usada na pesquisa sócio-histórica da concorrência. Hotel Tropical de Manaus, um dos primeiros "resorts" do Brasil. Foto: Manaus Turismo

Pesquisa-História-Viajante-Brasil-Turismo
Pesquisa sócio-histórica sobre o viajante brasileiro

Como usar a pesquisa sócio-histórica nas agências de publicidade?


As pesquisas sócio-históricas podem ser incorporadas às operações das agências de publicidade para enriquecer as estratégias e campanhas. Esses estudos podem ser uma ferramenta poderosa para aprimorar a criatividade, autenticidade e eficácia das campanhas de publicidade.


Ela permite que as agências se conectem com a origem, a identidade e a trajetória das marcas e também usem elementos históricos para inspirar estratégias de marketing relevantes e cativantes.


Na Raiz, a metodologia da pesquisa sócio-histórica combina algumas técnicas diferentes.

São elas:

  1. Pesquisa bibliográfica

  2. Pesquisa documental

  3. Pesquisa de campo

  4. História oral


A definição de quais técnicas serão utilizadas dependerá do escopo da pesquisa, do prazo e do orçamento que o cliente tem. Uma reunião de briefing é fundamental para alinhar os objetivos do projeto, definir equipe e organizar cronograma e a metodologia.


As entregas podem ser feitas em diferentes formatos:

  1. aula/apresentação

  2. relatório / book

  3. consultoria durante a concorrência

  4. participação junto à agência em apresentações ao cliente


Em um dos trabalhos que a Raiz desenvolveu, os historiadores fizeram um esquema de plantão junto com a agência. Durante 24 horas, foram feitas pesquisa, levantamento de insights e atendimento a dúvidas da agência em tempo real durante o processo de concorrência.


Contrate empresas com experiência em agências


Empresas especializadas possuem know-how para entender os objetivos da agência em cada projeto e definir a pesquisa ideal, bem como o melhor formato de entrega de acordo com as necessidades de cada cliente.


A Raiz tem experiência com o ritmo das agências e ajusta o rigor e a profundidade metodológica necessária para a exploração de cada tema aos prazos e custos disponíveis. Agora que você já sabe dos potenciais da pesquisa sócio-histórica para a sua agência, entre em contato conosco.


27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page